O Deus Redentor

Image by ijeab on Freepik

Apesar de o Próprio Deus se apresentar inúmeras vezes como o SENHOR dos Exércitos no antigo testamento, na prática ele se mostra muito mais como Redentor. 

O que significa REDENTOR: Aquele que libertou e salvou a humanidade da condenação ao inferno; salvador. Aquele que tem capacidade para redimir e libertar. Salvador, livrador, libertador, resgatador, remidor.

Assim no novo testamento através da Manifestação do Deus Filho, o Senhor Jesus, Ele se apresenta como o grande Redentor daqueles que o ouvem e obedecem.

No antigo testamento temos varias ocasiões em que Deus age, e dá a oportunidade de homens intermediarem pela remissão de outros, mesmo com razões suficientes para destruir aquela geração rebelde.

A primeira vez que isso ocorreu foi com Noé, Deus não destruiu todo o mundo da noite para o dia, foram 100 anos de oportunidade durante a construção da arca. 

“E não perdoou ao mundo antigo, mas guardou a Noé, a oitava pessoa, o pregador da justiça, ao trazer o dilúvio sobre o mundo dos ímpios” (II Pedro 2:5)

Noé foi pregador da justiça mas as pessoas preferiram a injustiça.

Se repetiu com Abraão, quando ao pleitear por Sodoma e Gomorra deu oportunidade de livramento ao Ló e sua casa.

Novamente com Moíses ao pé do Sinai isso fica claro quando Deus diz: “Agora, pois, deixa-me, para que o meu furor se acenda contra ele, e o consuma” (Êxodo 32:10)

Deus não precisava anunciar o que queria fazer, mas fez para dar a oportunidade de Moíses pleitear pelo povo.

Novamente esse enorme desejo em remir (salvar) de Deus é visto na missão dada ao profeta Jonas em anunciar a Nínive julgamento, o qual se recusando ele em faze-lo foi engolido pelo grande peixe até que mudou de idéia e decidiu obedecer. Jonas sabia que se anunciasse o julgamento aquele povo poderia alcançar remição, pois conhecia a intenção de Deus em salvar.

“E Deus viu as obras deles, como se converteram do seu mau caminho; e Deus se arrependeu do mal que tinha anunciado lhes faria, e não o fez.” (Jonas 3:10)

Mesmo com Jonas sendo contrário a faze-lo:

“E orou ao Senhor, e disse: Ah! Senhor! Não foi esta minha palavra, estando ainda na minha terra? Por isso é que me preveni, fugindo para Társios, pois sabia que és Deus compassivo e misericordioso, longânime e grande em benignidade, e que te arrependes do mal.”  (Jonas 4:2)

E o que mas dizer sobre Deus enviando Seu Filho para não só interceder e pregar, mas para pagar o preço por nossa remição? 

Se você compreende o desejo de Deus em te aceitar não importa o que tenha feito, se volte para ele agora mesmo, ore o busque e receba o seu perdão!